>FRENCH MACARRONS

>Para falar dos Macarrons, preciso começar do começo…rs…rs…
A Primeira etapa foi o processo da transformação das amendoas…
E foi graças ao Vitor Hugo do blog Prato fundo que postou o passo a passo de como remover
a casca da amendoa, e o processo para transforma-lá em farinha.
Ah… e também, não poderia deixar de agradecer os meus filhotes, que me ajudaram nessa ardua tarefa.

A receita, também pesquisei em vários blogs, quase todas iguais, muda só uma coisinha aqui, outra lá…..e no final, fiquei com a receita do blog A vida escrita a mão





A primeira fornada foi um desastre…não sei onde foi que eu errei….
e para piorar a situação, os macarrons ficaram grudados no papel manteiga.
Esse doce, foi um dos mais cansativos que eu fiz.
Tudo bem, que todo o esforço foi recompensado , porque ele é uma delicia.
Mas não sei, se eu faria novamente.

French Macarrons:
200g de açúcar de confeiteiro
110g de farinha de amêndoa (bem fina e seca)
57g de açúcar granulado
3 claras previamente deixadas em temperatura ambiente por uma noite ou no mínimo 8 horas
2 colheres (sopa) cacau em pó (opcional)
1. Misture o açúcar de confeiteiro, a farinha de amêndoa (se ambos estiverem meio úmidos, aqueça no forno brando por 5-10 minutos) e o cacau. Reserve.
2. Bata as claras em neve. Adicione o açúcar granulado até formar picos firmes.
3. Agora vem a parte mais crucial, que faz o macaroon dar certo ou não. Misture muito e o macarron não cresce; misture pouco e o macaroon fica deformado e racha no forno. Misture as claras em neve com a outra mistura de amêndoas. Mexa delicadamente com uma espátula flexível até ficar na “consistência de magma“. Faça o teste: afunde a ponta do seu dedo na massa, tire e observe o pico que formou. Este pico deve praticamente sumir em 30 segundos. Se permanecer firme, misture mais um pouco. Coloque a massa num saco de confeitar com bico redondo, liso, de 2cm de diâmetro.
4. Numa forma com papel manteiga, faça discos de 3cm com a massa, deixando espaço entre eles. Deixe-os descansando por 1-2 horas até formar uma pele resistente na superfície.
5. Asse em 160ºC com a porta entreaberta se puder (meu forno desliga com a porta aberta, o chatonildo), por 10-11 minutos.
6. Deixe esfriar e recheie. Os nossos, como os clássicos, foram recheados de ganache (creme de leite + chocolate amargo).
Para um macaroon ser chamado de macaroon e não de biscoito, no momento em que está no forno é preciso formar o “foot“, que é a base do macaron; e o “dome“, que é o teto côncavo, a abóbada. E, claro, é preciso ficar delicioso também.
Na primeira mordida o dome quebra em pedadinhos finos. O foot é concentrado em amêndoa, parecendo um micro-bolo-brownie, que se mistura com o recheio e derrete na boca com todo o resto, mudando para sempre a sua vida inteira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s