>BOLO MOCHA COM NOZES

>

Depois de ter ficado de molho por uns dias, estava ansiosa para fazer um bolinho.
E a escolhida foi o da minha querida amiga Vinni, do Amehlia Digital
Primeiro, porque quando vi a receita, me apaixonei, ela é a mistura de duas coisas que eu adoro:
café e chocolate.
E segundo, porque receitinhas da Cumadi, são sempre um sucesso.
Então, bora tomar um cafézinho ???
Procurei o café que a cumadi Vinni indicou, mas só encontrei esse.

                                  A massa com pontinhos pretos da fava de baunilha

Ingredientes

3 ovos
1 xícara (chá) de leite
1 1/2 xícara (chá) de açúcar
2 1/2 xícara (chá) de trigo
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1 colher (sopa) fermento em pó
2 colheres (chá) de essência ou extrato de baunilha (Usei fava de baunilha)


1 colher (sobremesa) de manteiga sem sal
1 colher (sobremesa) de café solúvel
1/2 xícara (chá) de café sem açúcar
1/2 xícara (chá) de nozes moídas
1/2 xícara (chá) de chocolate meio amargo picado

Modo de preparo

Em banho-maria misture o chocolate meio amargo, o café, o café solúvel e a colher (sobremesa) de manteiga. Espere derreter o chocolate, desligue o fogo e reserve.

Na batedeira, bata a manteiga derretida e o açúcar. Misture bem.
Acrescente os ovos, um a um.
Adicione o leite e o trigo e bata até ficar homogêneo.
Desligue e acrescente as nozes e as favas de baunilha.

Divida a massa, reservando a massa clara.
Misture a outra parte com o creme de chocolate e café.

Divida a colher (sopa) de fermento, metade para cada massa. Misture delicadamente.
Forma untada e enfarinhada. Forno por cerca de 35 minutos.

              Minha forma é menor que o da Vinni, por isso usei uma parte da massa nessa forma

                                     E a outra parte usei nessa forma de aluminio, daquelas descartáveis.

Rendeu uma bela massa de chocolate, a massa branca já tinha despejado na outra forma.

                                               Cobertura de chocolate que não pode faltar

Tudo feito com muito amor e carinho
Cobertura de chocolate
4 colheres de sopa de achocolatado em pó
3 colheres de sopa de açúcar
1/2 xícara de leite
1 colher de sopa de manteiga
Essa cobertura sempre faço na panela, mas a dona ansiedade aqui, não via a hora de experimentar o bolo, e fez no microondas.
vi em alguns sites que levava 5 minutos.
Mas o meu levou mais, deixei ao todo 15 minutos, mexendo a cobertura e voltando para o microondas, em 4 etapas.
E no fim das contas, acho que levou o mesmo tempo do fogo.

>FAVAS DE BAUNILHA

>

FAVAS DE BAUNILHA 

       Amigas e amigos, precisava vir aqui dividir essa alegria e esse achado com vocês também.
Até bem pouco tempo atras, quando eu queria comprar favas de baunilha, precisava me deslocar até São Paulo, mas precisamente no Mercado Municipal, para compra-las.
Mas graças a um post da karina, do blog Maria Carambola, resolvi todos os meus problemas de locomoção e de preço altissimo também.
A gente só recomenda, o que a gente gosta, não é mesmo?
E esse, eu assino embaixo.
Para quem quiser mais detalhes, é só visitar o site ccbox.
Só para vocês terem uma idéia da rapidez e do bom atendimento do site, eu vi o post na Maria Carambola no dia 14/12, e algumas trocas de emails depois  com o Alexandre, no dia 18/12 as minhas favas já estavam aqui em casa.

>FAVA DE BAUNILHA

>

.
Açucar baunilhado
.
Extrato de baunilha
.
Depois de estrear as minhas favas de baunilha com uma receita especial, resolvi também fazer o meu extrato de baunilha.
O passo a passo, peguei no blog da Simone, o Chocolatria.
Extrato de Baunilha Caseiro
250ml de vodca
2 favas de baunilha
Modo de Fazer:
Corte as favas ao meio, no sentido do comprimento.Coloque-as dentro de uma garrafinha limpa e seca e a complete com vodca. Tampe bem, sacuda e depois guarde em um local escuro e seco.

>PANNA COTTA DE BAUNILHA COM MORANGOS ASSADOS

>

.
Queria uma receita para estrear as favas de baunilha, e ao mesmo tempo
queria uma receita que utilizassem  morangos.
Nem precisei procurar muito, pois no blog da
Patricia, o Technicolor Kitchen, quase todas suas receitas, levam favas de baunilha.
O dificil, foi escolher uma entre várias receitas.
Escolhi esse por nunca ter experimentado, e adorei.
 Panna cotta:

2 colheres (sopa) de água
1 colher (chá) de gelatina em pó, sem sabor e incolor
2 xícaras (480ml) de creme de leite fresco
1/3 xícara (47g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
1 fava de baunilha, aberta no sentido do comprimento, sementinhas raspadas com as costas da faca

Morangos assados 
16 morangos, sem os cabinhos e folhinhas e cortados ao meio
1/3 xícara (67g) de açúcar refinado

Prepare a panna cotta: coloque a água num potinho e salpique a gelatina por cima. Reserve por 5 minutos ou até que a gelatina absorva a água. Junte o creme de leite, o açúcar, a fava e as sementinhas de baunilha numa panela e leve ao fogo médio, misturando algumas vezes. Deixe ferver. Acrescente a gelatina e continue fervendo em fogo baixo, mexendo sempre, até a gelatina dissolver (1 minuto). Passe por uma peneira fina e deixe chegar à temperatura ambiente antes de levar à geladeira.
Refrigere por 4 horas ou até firmar.
Agora, os morangos assados: pré-aqueça o forno a 200°C. Coloque os morangos num refratário pequeno (não use uma vasilha rasa, pois o suco da fruta vai borbulhar bastante dentro do forno) e polvilhe com o açúcar . Misture e leve ao forno por 10-15 minutos ou até que amoleçam e soltem líquido (que com o açúcar vai virar uma calda deliciosa). Retire do forno e deixe esfriar completamente.
Sirva a panna cotta nos recipientes, coberta com os morangos – essa panna cotta não é firme o suficiente para ser desenformada.

>PASSEIO EM SAMPA * BRÁS, MERCADO MUNICIPAL E 25 DE MARÇO

>

.
Hocca Bar
.
O famoso sanduiche de mortadela
.
Aproveitei uma carona dos meus amigos Fabio e Edlaine, e fui para Sampa, acompanhada da minha
amiga Miki (mãe do Fabio)
Eles queriam ir no Brás, então , aproveitei para matar a saudades.
Para quem me conhece, sabe que sou da Capital de São Paulo (Zona Leste), o bairro
onde nasci, cresci e vivi até os 14 anos é a Vila Antonieta, que fica do ladinho do Jardim Aricanduva.
Na epoca, eu tinha um namorado que tinha uma loja no Bras, na Rua Oriente, e quase todos os
sabados, eu passava lá.
Puxa, e só hoje, depois de quase 20 anos, conheci de verdade a Rua Oriente.
Lojas e mais lojas, um dia é muito pouco para percorrer a Rua oriente e suas travessas (Maria
Marcolina, Barão de Ládario……)
De lá, eu e minha amiga Miki, fomos para o Mercado Municipal.
Fomos no Hocca Bar, comer o famoso pão com mortadela.
Pedi o tradicional e dividi com a minha amiga Miki.
Também, aproveitei e comprei minhas tão desejadas Favas de baunilha.
Paguei R$ 15,00 o vidrinho com 2 favas.
Não me lembro o nome da loja, mas aconselho a pesquisar primeiro antes de comprar
pois no primeiro box, que parei, uma fava custava R$ 11,00 e era vendida solta.
Não andei muito pelo Mercado Municipal, porque fomos conhecer também a
25 de Março.
Penei um pouco, porque nesse dia (04/08) foi o dia mais frio de São Paulo,
e a dona aqui, achou que ía ficar com calor de tanto andar, e foi com uma blusinha mega fina.
Andei pelas ruas batendos os dentes.
.
Minhas favas de baunilha
Rua Oriente, Brás